Curiosidades

Petra, a Cidade Rosa!

visao-do-tesouro-petra

Petra, que fica na Jordânia, também é conhecida como a Cidade Rosa, ganhando o apelido por causa da cor das rochas. Até 1812, o local era desconhecido do mundo ocidental, sendo descoberto pelo suíço Johann Ludwig Burckhardt. Um dos principais destinos do Oriente Médio foi eleita uma das Maravilhas do Mundo Moderno em 2007 e é visitada por muitos turistas todos os anos. É um prato cheio para quem gosta de História e Arquitetura de pedra.

A história de Petra

Os Nabateus se instalaram em Petra e a declararam sua capital por volta do ano de 312 a.C. A localização era superestratégica para rotas comerciais e, além disso, acreditava-se que o local era protegido por Deuses.

Pegando um pouco das crenças egípcias, os Nabateus também davam grande importância aos seus mortos e, por isso, construíam tumbas nas rochas. Para reis, ricos e outras grandes figuras da sociedade da época eram construídas tumbas com grande estilo arquitetônico. Já os pobres eram enterrados em buracos simples nas rochas.

Segundo consta em vários documentos antigos, Petra era uma cidade próspera e bastante movimentada, abrigando mais de 30 mil habitantes. Até que vieram os Romanos, que dominaram Petra, fazendo com que os Nabateus saíssem dali e voltassem a ser nômades pelo deserto.

Petra acabou ficando sozinha e esquecida por muitíssimos anos até que o explorador suíço a encontrou em 1812. Conta a história que ele se disfarçou de árabe e morou por meses no deserto junto aos Nabateus que buscavam a cidade perdida.

Apesar disso, Petra foi só foi descoberta pelo mundo e, claro, pelo turismo, depois de ter sido cenário em Indiana Jones e a última Cruzada, em 1989. Aqui no Brasil, a Cidade Rosa apareceu em cenas de Viver a Vida, novela da Globo.

anfiteatro-em-petra
Anfiteatro em Petra

Como chegar em Petra?

O principal ponto de partida para a Cidade Rosa fica no povoado de Wadi Musa que, por sua vez, fica a quase quatro horas da capital, Amã. Para chegar até Wadi Musa, você pode ir até a estação de Wahadat (Duwaar Sharq al-Awsat, Círculo do Oriente Médio) e pegar ônibus ou táxis coletivos que saem das 7h até às 16h. Também tem a opção de alugar um carro diretamente no aeroporto e ir para o sul pela Rodovia do Deserto.

Visitando Petra

No Petra Visitor Center, você pode adquirir o ticket de entrada. Dali, após mais ou menos 1,5km de caminhada, você vai encontrar a principal atração de Petra, o Al-Khazneh, também conhecido como O Tesouro.

Acredita-se que o Tesouro foi magnificamente esculpido para ser a tumba de um importante rei Nabateu, mas muitos também acreditam que serviu de templo. O que se sabe com certeza é que é uma visão incrível. Como foi feita em um lugar com pouca ação do vento, a estrutura permaneceu praticamente intacta durante todos esses anos.

petra-a-noite-iluminada-por-velas

Dicas sobre Petra

Para visitar Petra são necessários pelo menos dois dias, pois são aproximadamente 5,2 quilômetros quadrados de atrações para serem exploradas. E é um grande perímetro que irá exigir um tanto de você, algumas tumbas e templos se encontram no alto, logo o visitante precisa escalar ou encarar subidas para visitar o local. Dependendo da época em que se vá viajar, existe ainda outro agravante: o sol e, com ele, o calor.

Por causa da última linha, podemos dizer que a melhor época para se visitar é qualquer uma que não seja o verão. As temperaturas são demasiadamente altas, o que pode ser um agravante para seu passeio.

Os táxis por lá não costumam ter taxímetros. Geralmente cobra-se uma tarifa única que dizem sair bastante em conta!

Táxis coletivos são carros com lugares para até sete passageiros que costumam sair quando estão completos. É uma opção ideal para grupos que estão viajando juntos.

Uma esticada na viagem seria, no caminho entre Amã e Wadi Musa, pegar a Rodovia do Rei para conhecer o Monte Nebo, onde Moisés teria vislumbrado a Terra Prometida, além do castelo de Karak.

E atenção: é necessário visto para entrar na Jordânia. Você pode obtê-lo ao chegar no país, apresentando seu passaporte, que deve ter no mínimo seis meses de validade, e pagar uma taxa em dinares jordanianos, a moeda local. Se você quiser sair do Brasil com o visto, solicite-o na Embaixada da Jordânia em Brasília ou em São Paulo. Neste caso, você deve levar o passaporte, duas fotos 3×4, preencher um formulário e pagar a taxa. Geralmente o visto fica pronto em 24 horas e tem validade de 90 dias.

 

Participe do aniversário do Mundi!

Comentário

Deixar um comentário

Share On Facebook
Share On Twitter
Share On Google Plus
Share On Linkdin
Share On Pinterest