Curiosidades

Machu Picchu, a Cidade Perdida dos Incas

vista-de-machu-picchu

Machu Picchu é provavelmente uma das atrações que mais carrega expectativa entre os visitantes, e não é à toa!

Também conhecida como a Cidade Perdida dos Incas, Machu Picchu foi descoberta apenas em 1911 e guarda muita história em cada pedra no alto da montanha onde está localizada.

Machu Picchu (que significa Montanha Velha) foi construída por volta de 1450, pertencendo ao Império Inca. Uma das grandes questões a respeito da cidadela é como os Incas conseguiram carregar tantas pedras para construí-la com a ausência de tecnologia para tal. A mesma pergunta fica a respeito da extração de rochas do lugar.

Uma das técnicas que explicaria isso é bastante engenhosa: eles enchiam de água as fissuras que já existiam nas pedras. Assim, quando a temperatura caísse durante a noite, a água congelaria e expandiria. Dessa forma, com o aumento das rachaduras, a extração ficaria bem mais fácil. Genial!

Teorias

Estima-se que a cidadela poderia abrigar até mil pessoas, o que traz algumas teorias de estudiosos a respeito da finalidade do local. Enquanto um acredita que tratava-se de um local privado para cultos religiosos, outro defende que, na verdade, Machu Picchu era um lugar próprio para estudos de astronomia e técnicas agrícolas. Sabemos apenas que foi abandonada (por isso o apelido de Cidade Perdida dos Incas) e descoberta muito tempo depois pelo historiador Hiram Bingham, em julho de 1911.

Como ir

Graças ao historiador, Machu Picchu, eleita uma das Maravilhas do Mundo Moderno, pode ser visitada por inúmeros turistas do mundo inteiro. Por sinal, o turismo em massa e a rápida degradação do local fez com que o governo do Peru venha tentando limitar o número de visitantes.

Para chegar até Machu Picchu, você deve viajar até Cusco, que fica perto de lá. Nem sempre existem voos diretos, mas há uma grande oferta de voos com saídas das principais cidades brasileiras. Você pode pesquisar disponibilidades e valores acessando www.mundi.com.br

De Cusco para Machu Picchu

De Cusco você pode escolher a Trilha Inca ou o Trem para chegar em Machu Picchu.

Trilha Inca

A Trilha Inca é uma forma alternativa e feita a pé. Geralmente leva quatro dias (mais ou menos 23 horas e meia de caminhada, divididos nos quatro dias), cruzando montanhas e chegando a altitudes entre 3.860 a 4.200 metros acima do nível do mar. Existe outro roteiro menor, de dois dias, que já começa bem a frente do citado anteriormente.

São várias as agências especializadas que oferecem o passeio com diferentes roteiros e atrações. Os pacotes que pesquisamos vão dos 499 até 520 dólares por pessoa. Na maior parte das vezes pode-se parcelar o valor!

Para qualquer roteiro a pé escolhido, orientamos sempre que, antes de fechar o pacote com as agências especializadas, faça um check-up geral antes de sair do Brasil, informando ao médico a respeito da viagem que fará e o tempo que permanecerá longe de qualquer tipo de socorro médico.

Trem

O trem é, sem dúvida, uma das formas mais fáceis e populares de visitar Machu Picchu. São duas as empresas que oferecem o serviço: a Peru Rail e a Inca Rail. Cada uma delas oferece três opções de trem todos os dias entre Cusco e Aguas Calientes. A viagem leva entre três e quatro horas.

Chegando em Aguas Calientes, é só caminhar algo em torno dos 700 metros ou pegar um ônibus que leve até a entrada do sítio. A boa é reservar seus tickets com antecedência e procurar ir pelos primeiros horários para aproveitar bem o local!

Os valores mais em conta que encontramos ficaram entre 121 e 160 dólares por passageiro, mas existem outras opções mais luxuosas, com guias, lanches pelo caminho etc que aumentam consideravelmente o valor.

Melhor época para ir

É importante manter em mente as estações para não ficar frustrado com o passeio, principalmente se você pretende fazer a Trilha Inca. Em Cusco, a estação seca vai de abril a outubro, enquanto a chuvosa fica entre novembro a março. Para visitar Machu Picchu, a viagem ideal seria entre abril e junho e, depois, setembro e outubro.

 

Participe do aniversário do Mundi!

Deixar um comentário

Share On Facebook
Share On Twitter
Share On Google Plus
Share On Linkdin
Share On Pinterest