Inspiração

Qual viagem mais combina comigo? Descubra!

O mundo é enorme e cheio de opções, que bom! Conforme o tempo passa, o acesso aos lugares vai ficando mais fácil, quebrando barreiras que antes eram difíceis de passar.

Por isso que, se você está se perguntando “qual viagem combina comigo?”, a boa notícia é que podem existir inúmeros lugares pelo mundo que vão te encantar.

Não elaboramos um teste, nem te daremos uma resposta pronta, até porque seria bastante impossível – e muito improvável que estivesse certa no final das contas.

Então elaboramos um guia: assim você pode pensar sobre o assunto e responder com calma qual é a viagem que mais combina para você.

Vamos lá?

1 – Quais são suas expectativas?

Quando você fecha os olhos e se imagina em um lugar, como é essa cidade? Ao ver as fotos dessa viagem, você se vê: com roupas de frio, com roupas mais confortáveis?

Você se vê ao lado de um boneco de neve ou curtindo um mar cristalino? Ou nenhuma das opções: você se vê em um cenário urbano e dinâmico?

Essa pergunta pode definir se você quer passar suas próximas férias em São Paulo ou em Maceió; Nova York ou Aruba. 

2 – Quais são os objetivos da sua viagem?

É meio estranho falar em objetivo e viagem, afinal viagem é para descansar, para curtir, para esquecer das atribulações do dia a dia, certo?

Sim, é verdade! Mas, ainda assim, no fundo, isso tudo não deixa de ser um objetivo. Se você pensa que “nas minhas próximas férias vou passar todos os dias na praia”, isso é um objetivo.

Talvez você não alcance, pois acabou tendo interesse de passar um dia fazendo compras ou indo a museus, mas não deixa de ser um objetivo – talvez só mais flexível.

Então: qual é o seu objetivo nessa viagem? 

  • Descansar passando o dia na praia;
  • Divertindo-se ao máximo: baladas, shows, drinking tours etc;
  • Fazer compras e conhecer lugares famosos;
  • Adrenalina e aventura: esportes radicais, contato com a natureza e passeios na selva;
  • Algo urbano e cosmopolita: museus, teatros, restaurantes, cenários famosos e tal;
  • Buscando conhecimento: sala de aula, novas experiências, conhecendo várias nacionalidades em um só país.

Essa pergunta pode determinar o estilo da sua viagem (ou de um intercâmbio) e, claro, ser um grande filtro para determinar seu destino: indo de Miami a Paris; ou do Rio a Fernando de Noronha. 

3 – Em quais situações você se sente mais confortável?

Se você não gosta de praia e sol, não tem motivos para ir viajar para um destino em que a maior parte das atrações envolvem justamente praia, sol e areia.

Se você não gosta de aventura, não há motivos para você ir fazer a trilha de Machu Picchu (Peru) ou se aventurar em esportes radicais em Brotas (SP).

Tente buscar tanto dentro de você, quanto no seu conhecimento a respeito de outras cidades, o que pode vir a ser mais divertido ou agradável para você.

4 – Quantos dias você tem disponíveis para viajar?

Até aqui você pode ter encontrado diversas opções de viagens que combinam com você. Esse e o próximo tópico servirão para filtrar e facilitar sua escolha.

Se você tem 30 dias de férias ou está em período de recesso na escola ou na faculdade, você tem uma agenda bastante tranquila e pode conhecer, basicamente, qualquer lugar.

Mas se você tem apenas uma semana de folga, é certo que viagens para o exterior já ficam bastante limitadas. Logo, viajar dentro do Brasil acaba sendo a melhor opção.

Se você quer viajar para o exterior, recomendamos pelo menos 10 dias de férias, mas muito depende da distância do local escolhido para viajar.

5 – Qual é sua verba para viajar?

Um dos fatores mais importantes para toda viagem, ironicamente, ficou por último: o dinheiro. Pois é, ele é determinante para qualquer viagem.

Lembre-se que a viagem não é apenas a passagem aérea. Você tem que levar em consideração a hospedagem, o aluguel de carro (se precisar) e o dinheiro para levar.

A depender do destino, você terá que levar em consideração: passaporte, visto, seguro viagem, roupas especiais (de frio ou apropriadas para aventura) e mais.

É interessante reservar dinheiro para emergências e, também, para possíveis táxis entre casa x aeroporto x hotel x aeroporto. Afinal, ninguém quer perder o voo!

Ideias de cidade

Com tudo isso em mente, que tal algumas ideias de cidades para viajar? Separamos algumas por categorias para você!

E lembre-se: compare preços de passagens aéreas, hotéis e aluguéis de carro. Comparando preços, você pode economizar bastante!

Destinos cosmopolitas

São Paulo, Nova York, Londres, Toronto, Sydney, São Francisco, Los Angeles, Miami, Amsterdam, Paris e Dubai são alguns dos destinos mais cosmopolitas do mundo!

Destinos de aventura

Que tal embarcar na tirolesa no meio da floresta tropical?

Jalapão, Chapada dos Veadeiros, Bonito, Chapada dos Guimarães, Capitólio, Brotas, Queenstown (Nova Zelândia), Cape Town (África do Sul), Kathmandu (Nepal) são alguns exemplos de destinos de aventura. Na foto: Costa Rica!

 

Destinos gastronômicos

Minas Gerais, São Paulo, Região Nordeste, Itália, França, Espanha, México e Estados Unidos. Na foto: tapiocas para você ficar com vontade de viajar pelos destinos do Nordeste.

 

Destinos de compras

São Paulo, Foz do Iguaçu, Buenos Aires, Cidade do Panamá, Miami e Dubai. Existem excursões próprias para fazer compras em tais lugares, principalmente em São Paulo. Em Miami, é comum encontrar pessoas que alugam carro só para carregar tudo com facilidade.

 

Destinos de praia

Rio de Janeiro, Florianópolis, Ubatuba, Búzios, Paraty, Fernando de Noronha, Fortaleza, Recife, Bahia (o estado)… O que não falta por aqui são praias. Mas, claro, há todo um mundo azul para ser descoberto! 

 

  

 

Comentário

  • Nossa !!! Que delícias ! Planejamento é tudo.
    Vamos lá.
    A primeira foto, Londres, é incrível passear por muitos dos bairros, pegar o metrô é uma loucura, como tem metrô para tudo que é lado.
    Um mês, para conhecer cada canto histórico do local, vale muito a pena.
    Gastronomia é bem cara e não muito gostosa, porém existem muitas comidas de outros países que valem a pena, gostei muito das de origem mexicana.
    Achei algumas churrascarias brasileiras que são excelentes.
    Sem praias, sem aventuras, o bom mesmo é conhecer os castelos e igrejas, são incríveis. A ponte da torre é impressionante.
    Beijos

Deixar um comentário