Dicas de Viagem

17 dicas para curtir o Rio de Janeiro!

O maior evento esportivo do mundo desembarcou no Rio de Janeiro! De 05 a 21 de agosto, a Cidade Maravilhosa se encarrega de fazer aquilo que melhor sabe: receber e cativar pessoas.

Nós somos cariocas, né, não temos como negar – e nem queremos! Por isso, nossas 17 dicas de lugares para visitar ou momentos para viver no Rio de Janeiro vêm direto da nossa equipe: moradores e apaixonados pelo Rio.

Nossa série está nas nossas redes sociais, mas resolvemos organizar e registrar aqui no nosso blog. Afinal nossas dicas do que fazer no Rio de Janeiro valerão por muito e muito tempo! 🙂

1 – Praia do Secreto

Praia do Secreto - Foto: Yuri Almeida

Praia do Secreto – Foto: Yuri Almeida

A Praia do Secreto não tem esse nome à toa. Pegando a Avenida Lúcio Costa, sentido Recreio, é só você ir se guiando pelas placas até a Estrada do Pontal. A primeira praia que você encontrará é a da Macumba e, um pouco depois, a Prainha.

Mas, entre uma praia e outra, temos a Praia do Secreto. Para chegar lá, você pode sair da Macumba andando pelas pedras (e com cuidado!) até o Secreto. Ou, então, ir pela estrada que liga a praia da Macumba e Prainha, e pegar a trilha do meio do caminho, caminhando até o final e, depois, descendo pela pedra (com cuidado!).

2 – Mureta da Urca

Mureta da Urca - Foto: Bárbara Almeida

Mureta da Urca – Foto: Bárbara Almeida

Um dos programas mais cariocas da cidade: pegar cerveja e pastel no bar da Urca e sentar na Mureta. E, de quebra, garantir uma vista lindíssima! Quem vai no final da tarde ainda pode curtir o pôr-do-sol de um dos pontos mais bonitos do Rio de Janeiro. Depois desse programa, pode até começar a falar chiado!

3 – Açude do Camorim

Açude do Camorim - Foto: Rodrigo Mello

Açude do Camorim – Foto: Rodrigo Mello

Essa dica do Rio de Janeiro é para os desbravadores e amantes da natureza!

O Açude do Camorim fica no Parque Camorim, localizado no bairro de mesmo nome, que fica na região de Jacarepaguá – mais precisamente ali na área do Rio Centro, onde acontece a Bienal. Uma vez no parque, para chegar até o açude, você deve encarar uma trilha de 45 minutos. Embora se ande bastante antes paa chegar ao parque, a recompensa é sensacional. Longe dos olhos turísticos, o açude é sinônimo de tranquilidade. Leve água, protetor solar e repelente!

4 – Jardim Botânico

Jardim Botânico - Foto: Rebecca Albino

Jardim Botânico – Foto: Rebecca Albino

O Jardim Botânico é um dos lugares mais bonitos do Rio! Localizado no bairro de mesmo nome, o parque é riquíssimo em biodiversidade. Não à toa, é referência quando o assunto é preservação de espécies e de pesquisa.

O Jardim Botânico oferece também um Museu, um Teatro e a Casa do Acervo, que guarda do acervo completo de Tom Jobim, que falava muito do parque em seus textos e canções.

O Jardim Botânico está aberto para visitação todos os dias, de 08h às 17h, menos às segundas, que abre ao meio-dia. O ingresso custa R$10, mas jovens até 21 anos, estudantes, idosos e deficientes físicos têm direito a meia-entrada!

5 – Jardim do MAM

Jardim do MAM - Foto: Aron Altman

Jardim do MAM – Foto: Aron Altman

O Museu de Arte Moderna do Rio, o MAM, é um espetáculo à parte, seja por causa das exposições que ocorrem dentro do museu, como também pela arquitetura fora de série! Mas por lá tem um plus: o Jardim do MAM é aberto para que seus visitantes curtam a vista belíssima do local, que é um convite para piqueniques e muitos cliques da câmera, além de ser palco dos ensaios durante o Carnaval.

6 – Restinga Marambaia

Restinga Marambaia - Foto: Gabriela Costa

Restinga Marambaia – Foto: Gabriela Costa

A Restinga de Marambaia tem um visual incrível. Ela é administrada pela Marinha do Brasil, tem uma praia maravilhosa, mas seu acesso depende da autorização da própria, pois é uma área de proteção e treinamento. No entanto, existe um mangue lá onde você encontra alguns clubinhos (Clubinho Marambaia e Casa do Remo) pra fazer SUP (Stand Up Paddle).

O preço pra praticar o esporte varia de R$30 a R$50 reais por hora. Nos clubinhos tem armário para você guardar seus pertences, banheiro pra tomar banho, lanchonete etc. Ideal para passar um dia agradável por lá!

O melhor jeito de chegar é de carro. No caminho de volta por Guaratiba, você ainda consegue encontrar alguns restaurantes de frutos do mar muito bons com preço acessível. Uma dica pra economizar é pegar um ônibus até o Shopping Recreio e de lá pegar um Táxi ou Uber (mas deixe a volta programada).

O acesso para a praia só pode ser feito por terra, com autorização (isso é importante, você não pode ir pra praia de SUP). Para o mangue, o melhor é ir de carro e chegar cedo para conseguir estacionar, pois as vagas permitidas são limitadas.

7 – Parque das Ruínas

Parque das Ruínas - Foto: Yuri Almeida

Parque das Ruínas – Foto: Yuri Almeida

Esse lugar tem muita história para contar! O Parque das Ruínas não tem esse nome por acaso: ele foi o que, literalmente, restou do Palacete Murtinho Nobre, onde Laurinda Santos Lobo foi residente. Lá foi o ponto alto da vida cultural carioca até o falecimento da Laurinda.

Hoje o parque ainda recebe shows, é ótimo para relaxar, fazer happy hour, além de ser anfitrião de expressões culturais, tais como exposições variadas com foco nas artes plásticas experimentais, uma das grandes características do bairro onde está localizado: Santa Teresa.

O ponto alto da visita ao Parque das Ruínas é curtir a vista lindíssima de lá, uma junção incrível do Centro, com uma parte da orla, o aeroporto e a Urca!

8 – Correr nas praias do Rio

Correr na Praia - Foto: Luana Dutra

Correr na Praia – Foto: Luana Dutra

Quando estiver no Rio, não deixe de curtir a praia carioca para dar uma corridinha (mas vale a caminhada ou o passeio de bike também!). A Orla da Zona Sul, onde a foto foi tirada, tem 8 km (Leblon ao Leme) de extensão e conta com uma sequência maravilhosa de cartões postais da cidade!

Por ser a área mais turística do Rio, cheia de quiosques e com grande volume de pessoas passeando e praticando esportes, outra opção é explorar os outros 64,3km de praias que a cidade oferece! Para se ter ideia, só a praia da Barra da Tijuca tem 18km de extensão. É só escolher uma e curtir muito.

9 – Santa Teresa

Santa Teresa - Foto: Rebecca Albino

Santa Teresa – Foto: Rebecca Albino

Com trechos e mais trechos de ruas de paralelepípedos, Santa Teresa é um dos pontos mais charmosos do Rio. Cheio de ateliês, lojas de artesanato, bares e restaurantes, o bairro tem um clima tranquilo e artístico durante a parte da manhã e fica mais boêmio pela noite.

Se quiser visitar a pé, a boa é passar pela Lapa e subir a Escadaria Selarón até o fim, sem deixar de tirar fotos dos azulejos mais famosos do Rio. Dali é só dobrar à esquerda e subir mais. Leve água, principalmente nos dias quentes! No meio do caminho, você encontrará o Parque das Ruínas, que vale muito a parada. Depois da visita, é só voltar e seguir reto para explorar o restante do bairro.

Na volta, ou se não quiser fazer toda essa caminhada, é só pegar o bonde! A estação em Santa Teresa fica no Largo Curvelo (só perguntar, todo mundo sabe) e no Centro, fica no Largo da Carioca (na Estação dos Bondes). O passeio, que passa por cima dos Arcos da Lapa, é incrível e vale muito a pena fazer!

10 – Praia do Leblon

Praia do Leblon - Foto: Paula Rebouças

Praia do Leblon – Foto: Paula Rebouças

Ahhh, o Leblon! O bairro-tema das novelas de Manuel Carlos é um dos lugares mais bonitos, calmos e charmosos do Rio de Janeiro!

A começar, é claro, pela praia, que pode ser conhecido em uma caminhada ou em algumas partidas de vôlei na areia. Mas vale também falar dos bares, restaurantes e sorveterias da Rua Dias Ferreira, o point gastronômico do bairro.

Já na avenida principal, a Ataulfo de Paiva, o visitante encontrará opções de cafés, padarias, bares, restaurantes, além do comércio em geral que completam o bairro.

11 – Aterro do Flamengo

Aterro do Flamengo - Foto: Adolfo Sabino

Aterro do Flamengo – Foto: Adolfo Sabino

O Aterro do Flamengo é um grande complexo de lazer na cidade! O parque é uma enorme área gramada e arborizada que conta com diversas quadras de esporte, ciclovias e locais para caminhada e lazer. Não à toa, é uma ótima opção de lazer para ir com a família e amigos aos finais de semana.

Ah, e é claro: o Aterro do Flamengo tem uma das paisagens mais lindas da cidade. Passar por ali, seja à pé, de carro ou de ônibus, é passear por um cenário incrivelmente bonito. Não tem como passar por ali sem admirar o visual!

12 – Mirante Dona Marta

Mirante Dona Marta - Foto: Bárbara Almeida

Mirante Dona Marta – Foto: Bárbara Almeida

Não é à toa que o Rio é conhecido como a Cidade Maravilhosa. Olha que vista! E o melhor: para tirar uma foto assim é de graça! O Mirante Dona Marta proporciona uma vista digna de cartão postal, unindo o Pão de Açúcar, a Lagoa e o Cristo de um só lugar. Para chegar lá também é bastante tranquilo. De carro, é só seguir em direção ao Cosme Velho pela Ladeira dos Guararapes, na direção do Corcovado, pela Estrada das Paineiras. Lá você verá a placa indicando para o Mirante. Os mais aventureiros e atletas podem fazer o caminho a pé ou de bicicleta também. Mas aí vai da disposição de cada um! 🙂

13 – Praia de Ipanema

Praia de Ipanema - Foto: Patrícia Fernandes

Praia de Ipanema – Foto: Patrícia Fernandes

Um dos bairros mais famosos da cidade, Ipanema foi também cenário das andanças poéticas da dupla Vinícius de Moraes e Tom Jobim. Não à toa, é possível encontrar registros da vida boêmia dos músicos por vários pontos da cidade, mas o mais famoso fica para o bar Garota de Ipanema, que, como já deixa a dica no nome, foi onde a música foi feita. O mar que encanta e atrai tantas pessoas de todos os lugares do mundo, está na nossa lista de prediletos também! Enquanto pertinho da areia existem vários quiosques, do outro lado da calçada ficam restaurantes e hotéis mais sofisticados com vista para a praia.

14 – Desembarcar no Rio

Seja por causa do voltar para casa depois de uma viagem ou a perspectiva de conhecer uma cidade incrível, desembarcar no Rio tem uma emoção diferente. Quem chega pelo aeroporto Santos Dumont, então, ainda tem uma vista fantástica da cidade lá do alto: um bem-vindo maravilhoso!

15 – A trilha do Pico dos Dois Irmãos

Trilha do pico dos Dois Irmãos - Beatriz Fernandes

Trilha do pico dos Dois Irmãos – Beatriz Fernandes

A trilha do Pico dos Dois Irmãos, o lugar favorito da Bia, fica na comunidade do #Vidigal, com uma vista privilegiada da Cidade Maravilhosa! O passeio tem inicio na comunidade do Vidigal. Para acessar o início da trilha, a aventura começa utilizando transporte público (Kombi, van ou moto táxi) disponíveis na entrada da comunidade e que vai te levar até um certo ponto. Depois é caminhar! A caminhada ecológica leva em torno de 1 hora e termina com uma das mais surpreendentes vistas da zona sul da cidade (Leblon, Ipanema e Lagoa). Use roupas leves e sugerimos muito levar suprimentos para passar bem o dia: protetor solar, água, biscoitos etc, além da câmera para registrar todos os momentos 🙂

16 – Curtir o Arpoador

O Arpoador é um dos pontos turísticos mais tradicionais do Rio, mas nem por isso é um clichê. Pelo contrário, cada vez que você visita é uma experiência diferente. Durante o ano o sol se põe em lugares diferentes. No inverno o céu é mais alaranjado e se esconde atrás dos prédios, no verão o sol se põe no mar. O que não muda é que é sempre lindo e todo mundo que está na pedra aplaude o pôr do sol. Pode parecer estranho, mas quando visitar você vai querer aplaudir também. É um lugar ótimo para tirar fotos. Vá sempre no fim do dia, para assistir o sol se pondo. Se for no inverno, não deixe de levar um casaquinho leve, venta bastante.

17 – Museu do Amanhã e arredores

Museu do Amanhã e arredores - Foto: Karine Amaral

Museu do Amanhã e arredores – Foto: Karine Amaral

Um dos grandes marcos da zona portuária do Rio de Janeiro é o Museu do Amanhã. Mas a grande reforma da área vai muito além daqui! O local foi todo revitalizado e promete ser uma nova opção de lazer para os cariocas. Pertinho do Museu de Arte do Rio, o MAR, o visitante pode fazer um roteiro cultural incrível, colocando na lista o CCBB (e a Livraria da Travessa lá dentro), o Centro Cultural dos Correios, a Casa França-Brasil, a Igreja da Candelária, além dos restaurantes perto da Praça XV e toda a arquitetura marcante do centro da cidade.

 

Gostou da nossa lista, colocaria outros lugares da cidade? Deixe seus comentários para a gente! E não deixe de acompanhar nossa série no Instagram e no Facebook 🙂

E, claro, curta muito as duas fases do grande evento esportivo que está animando a Cidade Maravilhosa!

3 Comments

Deixar um comentário