Dicas de Viagem

Fugindo do Euro na Europa!

Quem está acostumado a acompanhar as cotações das principais moedas estrangeiras, sabe que não está fácil viajar para o exterior. Mas não é por isso que você deve desanimar, não, longe disso!

Preparamos um post com dicas para você viajar pela Europa fugindo do Euro. Pois é, em épocas como esta, nós temos que ser criativos e começar a explorar oportunidades ou meios que normalmente não entrariam em nosso radar, mas que podem ser igualmente divertidos e encantadores.

Mas como isso funciona?

Vamos lá: talvez você não saiba, mas a boa notícia é que não é todo continente europeu que trabalha com o Euro, YAY! Embora alguns países aceitem a moeda como pagamento, ela não é oficial daquele determinado lugar.

Tais moedas, em alguns casos, são muito favoráveis ao Real e outras são bem amigáveis. Contudo, vale lembrar que câmbio favorável não significa, necessariamente, que aquele seja um destino baratinho. Para entender tudo e começar elaborar seu roteiro, fique por aqui que explicaremos tudo. Tendo dúvidas, é só deixar um comentário!

O guia da viagem pela Europa

Antes de começarmos, é bom manter em mente o mapa da Europa (abaixo). Ter mais ou menos uma noção de onde os países estão localizados será bastante útil para elaborar seu roteiro. A grande vantagem desse continente maravilhoso é que seus países são muito juntinhos e ele é praticamente todo interligado por linhas de trem, além de ser bem atendido por voos internos. Se estiver afim, outra possibilidade são as linhas de ônibus ou aluguel de carros.

Como primeira dica do guia, não feche nada até ter total certeza sobre custos, deslocamentos etc. Use o Mundi para comparar preços entre locais próximos ao seu destino de interesse e o destino de interesse em si. Pode ser que à primeira vista o voo saia mais caro, mas ainda assim valha a pena.

Para facilitar neste quesito, elaboramos uma tabela com o comparativo entre “próximo ao destino” e “destino”, entre outras informações, no final do post. Como legenda, “próximo ao destino” são pesquisas feitas para cidades perto do destino final, que poderiam servir como conexão. Já no campo “destino”, estão os valores encontrados em pesquisas feitas entre São Paulo e a cidade em pauta.

mapa-europa

1. Varsóvia, Polônia

varsovia-polonia

Para quem assistiu ao filme O Pianista (ou para quem gosta de História mundial), vai se lembrar desta cidade. As tropas de Hitler destruíram o local, que, felizmente, conseguiu se reerguer e hoje conta com palácios, museus, bares e muitas atrações turísticas como o Centro Velho (foto), que foi reconstruído tal qual era antes da guerra e hoje está listado como Patrimônio da Humanidade. Ah, e vale lembrar também que a Polônia está perto de receber a Jornada Mundial da Juventude (JMJ)!

Sobre os valores, um marco conversível (a moeda local) custa algo em torno dos R$ 1,02 aos bolsos brasileiros, isto é, praticamente um para um. Já a hospedagem em Varsóvia não figura entre uma das mais baratas da nossa pesquisa (a partir de R$ 271)*. Porém, voltamos a reforçar que nossas buscas estão restritas a hotéis três estrelas para duas pessoas. Você pode encontrar outras opções (hotéis e hostels) mais baratas aqui no Mundi e economizar mais!

Como sugestão de roteiro, a Polônia é um ótimo local para ponto de partida. Pertinho da Alemanha, é fácil usar Berlim como conexão para Varsóvia, garantindo melhores preços entre o Brasil e a Europa.

Veja nossa tabela no final do post!

2. Praga, República Tcheca

praga-republica-tcheca

Castelos, arquitetura gótica, galerias de arte e vida noturna a mil são alguns dos pontos de Praga. Cercada pela Alemanha, Polônia e Áustria, a República Tcheca tem um presente para o Brasil: segundo o site de conversão do Banco Central, onde baseamos toda nossa pesquisa, a Coroa Tcheca (moeda local) equivale a mais ou menos R$ 0,16. Isto é, cada um real são 6,03 coroas tchecas. Mesmo não sendo este o valor final vendido ao turista, a cotação é bastante tranquila, muito favorável.

É verdade que não é todo dia que se vê promoção de passagens aéreas para Praga, mas temos visto ofertas para vários outros destinos por perto com valores bem convidativos como, por exemplo, estes voos para Paris. Isto é, você pode chegar em uma cidade e pegar um trem ou outro voo para outro destino.

Por exemplo, já neste primeiro step, encontramos passagens para Praga por quase três mil reais já com as taxas*. Enquanto isso, o voos para Paris estavam por quase R$ 2.400, com as taxas*. Escolhendo ir para Praga, talvez seja uma boa pesquisar por voos direto para Berlim também – que é ali pertinho – e comparar.

Agora os hotéis: para o mesmo período da nossa pesquisa, procuramos hotéis 03 estrelas para duas pessoas. Em Praga, encontramos diárias a partir de R$ 123 (+taxas)*. Em Paris, a menor tarifa é um pouco mais de R$ 430 (+taxas)*.

Veja nossa tabela no final do post!

3. Budapeste

Hungary, Budapest; Autumn

A cidade dividida entre Buda e Peste, e cortada pelo rio Danúbio – o mais longo da Europa, ganhou um post todo especial aqui no Mundi. O que não falamos na época é que este é um dos destinos mais baratos da Europa!

Acontece que um Florim Húngaro (moeda local) custa em torno dos R$ 0,014 e o custo para passear por lá está longe de ser caro, ainda mais se você comparar com vários outros destinos do mundo.

Sem voos diretos, encontramos passagens para Berlim por R$ 2.381* com as taxas. E o mais surpreendente: conseguimos encontrar hotéis três estrelas para duas pessoas em Budapeste saindo em torno de R$ 82*, algo bastante raro de se ver.

Veja nossa tabela no final do post!


Leia também: Trem ou avião na Europa?


4. Sarajevo

Sarajevo

Sarajevo é outra cidade marcada pela guerra no continente europeu. Pertinho da Croácia, é um lugar que pode ser visitado em poucos dias e que vale bastante a pena, muito pelo peso histórico presente.

Em seu roteiro em Sarajevo, não deixe de incluir a Galeria 11/07/95, que reconta a história do genocídio que marcou o local e que promete ser um verdadeiro momento de reflexão sobre os males da guerra. Em contraste, é importante não deixar de visitar o Vrelo Bosne, um parque ideal para trilhas e caminhadas, que garante paisagens bonitas, águas transparentes e um clima muito agradável.

E fica a dica: dizem que a comida de lá é muito boa!

Apesar da cotação do Marco Bósnio não estar exatamente ao nosso favor (1 BAM = R$ 2,19), vamos combinar: o valor é bastante amigável. Por ser uma cidade fácil de ser conhecida, o câmbio mais alto não será um problema.

Veja nossa tabela no final do post!

5. Zagreb ou qualquer lugar da Croácia

Beautiful Adriatic Bay and the Village near Split, Croatia

É difícil dizer isso com toda a certeza do mundo, pode ser uma daquelas coisas que ninguém sabe a resposta, mas vamos arriscar assim mesmo: talvez umas das mais lindas paisagens da Europa estejam na Croácia (na foto, está Split). Rodeada por mar, os cenários que ali se formaram são incríveis. Não é à toa que o país recebe inúmeros cruzeiros todos os anos! Não há quem não queira desfrutar daquele mar cristalino.

Por não ser um local muito explorado pelos turistas, ver promoções de passagens para Zagreb ou qualquer parte da Croácia também é raro. Nem voos diretos estão disponíveis ainda. Para quem está montando um roteiro pela Europa, contudo isso não vai ser uma pedra no caminho. Você pode voar, ir de navio e até trem!

Os valores para ficar por lá também são controlados, mas tudo depende da ilha a ser visitada. Hvar, por exemplo, é uma das mais caras, frequentadas por pessoas que chegam em grandes embarcações etc. Os passeios podem ser um pouco caros, mas geralmente incluem tudo: condução de ida e volta, almoço etc.

Veja nossa tabela no final do post!

Bônus de destinos

Dinamarca (Copenhague) e Noruega (Oslo) têm o câmbio favorável ao Brasil, sim, mas é importante alertar que estão entre aqueles casos de não serem, necessariamente, um destino muito barato em relação ao custo de permanência ou visita. Confira!

6. Copenhague

Copenhagen, Nyhavn

Com uma história que começa lá em 1043, Copenhague conta sua existência através de prédios, marcos históricos e museus. Apesar de ter fama de caro, é um destino que pode ser mais econômico do que o pensado. Os pontos turísticos mais comuns e outros pontos de interesse estão bem pertos uns dos outros, fazendo com que se economize muito com deslocamentos.

Alguns lugares são essenciais em seu roteiro, tais como o Tivoli Gardens (um parque de diversões), o Palácio Amalienborg – onde vive a família Real -, e dar uma volta em Nyhavn (foto) – seja para descansar enquanto bebe uma cerveja ou para frequentar um dos restaurantes perto do porto.

E falando sobre aquela fama de ser caro, apesar da cotação da coroa dinarmaquesa ser favorável ao Real (1 DDK = R$ 0,60), encontramos hospedagem três estrelas para duas pessoas em Copenhague a partir dos R$ 596*, e as outras opções não são baratinhas como em Budapeste 🙁

Veja nossa tabela no final do post!

7. Oslo

Oslo, Norway

Ligada ao mar e com grande presença de verde, Oslo é uma cidade agradável e cheias de paisagens para tirar fotos. Entre os pontos principais para visita, estão o Museu do Navio Viking, o Museu Fram, a fortaleza Akershus e o parque Frognerparken. Se sua viagem for entre dezembro e março, aproveite para esquiar! E se você quiser viajar dentro do país, a Noruega é conhecida por ser um dos locais mais ideais para se ver uma aurora boreal.

A Noruega é tida como um dos destinos mais caros do mundo para turistas, mesmo com o câmbio bem favorável ao Real, onde uma coroa pode ser traduzida em R$ 0,47. Encontramos hospedagem em um hotel três estrelas para duas pessoas em Oslo a partir dos R$ 380* – lembrando mais uma vez que existem outras opções mais baratas!

Resumão!

Fugindo dos roteiros mais tradicionais na Europa, é possível fazer uma ótima viagem pagando um tanto menos do que alguns dias nas cidades mais visitadas (Paris, Londres, Lisboa etc) do continente.

É verdade que o número de pesquisas vai ser maior, pois você terá que pesquisar quais são os lugares mais em conta para desembarcar e qual será a rota ou meio mais vantajoso para conhecer mais lugares pagando menos, mas garantimos: no final você vai se sentir O cara das viagens e sem dúvida ficará muito feliz pelo resultado final.

Confira abaixo um resumo que desenhamos para deixar tudo visualmente melhor para você!

viajando pela europa

*Pesquisa feita em 16 de fevereiro de 2016, às 15h. Voos saindo de São Paulo. Período da viagem: 03/06/16 até 29/06/2016.

Lembrando: o câmbio foi consultado no site do Banco Central do Brasil e os valores mostrados no post e na tabela não são os mesmos encontrados em casas de câmbio, geralmente eles cobram um pouco a mais!

O Mundi é um site que compara e mostra os preços de voos e hotéis que são oferecidos pelas companhias aéreas e agências de viagens online. Nós não vendemos e, por isso, não nos responsabilizamos por mudanças em quaisquer valores ou indisponibilidade de voos ou vagas.

Comentário

Deixar um comentário