Dicas de Viagem

Ilhabela e o seu lado aventura

Gosta de natureza e de se aventurar? Conheça o lado selvagem de Ilhabela e vá muito além das praias.

Conforme a balsa se aproxima de Ilhabela, uma sequência de montanhas cobertas por mata nativa se revela aos olhos de quem está a caminho. A visão é a certeza de se estar chegando a um paraíso natural. Com mais de 80% do seu território preservado, Ilhabela é a maior reserva de Mata Atlântica do planeta!

Famosa pelas suas praias belíssimas, Ilhabela guarda muitos outros atrativos no seu interior e que, muitas vezes, passam desapercebidos pela maioria dos visitantes. Saiba que em Ilhabela, você pode explorar montanhas, conhecer dezenas de cachoeiras, fazer trilhas em mata nativa e observar de perto uma rica fauna e flora.

Se você adora uma praia, mas também gosta de sair da rotina e explorar tudo que um destino tem a oferecer, confira as dicas que a equipe do Desviantes separou para nosso blog e surpreenda-se com Ilhabela!

1 – Subir uma montanha em Ilhabela

Montanhismo Ilhabela

Foto: Ciribaí

Quem chega em Ilhabela em um dia de sol, nota com facilidade que uma de suas montanhas se destaca das demais. Uma rocha gigantesca desponta no alto da ilha, semelhante à uma cabeça careca. Esse é o Pico do Baepi. Ele não é o maior do arquipélago, mas o mais imponente. O seu cume está a 1.048 metros de altitude e o mais legal é que você pode chegar até lá e ter uma vista incrível!

Uma caminhada de 4 a 5 horas vai te levar da praia até o topo do Baepi, saindo de um clima de praia para um clima de montanha. Lá em cima, as condições de temperatura e vento são diferentes e você pode precisar de uma blusa mesmo durante o verão. Dentro da trilha, o contato com a Mata Atlântica e toda sua biodiversidade é intenso. O ponto alto do passeio é a vista do cume. Algo impressionante. Em um dia azul, você terá 360 graus de visão. De um lado, a vista de grande parte do litoral Norte de São Paulo e, do outro, a grandiosidade de Ilhabela e toda a mata intocada e nativa existente no seu interior.

O percurso é de nível moderado e exige um bom preparo físico. Fique atento, é importante levar em torno de 2 litros de água, pois na trilha não há nenhum ponto para reabastecer. Se você não tem experiência com trekking, é extremamente recomendável contratar uma empresa de guias locais.

2- Fazer uma trilha com destino a uma praia paradisíaca com direto a banho de cachoeira

Trilha do Bonete

Foto: Ciribaí

Gosta de um banho de cachoeira? Ilhabela tem em torno de 40 cachoeiras em seu território, sendo ao menos dez turísticas e acessíveis. Como a ideia é sair do tradicional, aqui vai uma dica de passeio: que tal conhecer duas cachoeiras no meio da mata e no fim chegar em uma praia paradisíaca habitada apenas por caiçaras? Essa é a trilha para a Praia do Bonete.

A Praia do Bonete é considerada uma das mais belas do Brasil. Ela só é acessível por barco ou trilha, o que contribuiu para manter a preservação da natureza e da cultura local. A trilha é um grande sobe e desce e passa por duas cachoeiras ótimas para banho.

A primeira é a Cachoeira da Lage, que tem um tobogã natural e garante a diversão. A segunda é a Cachoeira do Areado, onde as águas cristalinas são um convite para um mergulho. Muito próximo da chegada ao destino, existe um mirante. De lá, você terá uma visão completa da praia do Bonete e vai perceber que está chegando em um verdadeiro paraíso.

A trilha para o Bonete tem duração de aproximadamente 5 horas e apesar de ser longa, não exige tanto fisicamente, pois não tem longos trechos íngremes e as cachoeiras permitem recompor as energias.

3- Conhecer a beleza submersa de Ilhabela

Mergulho Ilhabela

Foto: Narwhal

Olhando apenas a superfície das águas do mar fica difícil de acreditar, mas existe um universo de vida e beleza dentro das águas de Ilhabela. E a visibilidade na água é muito boa, em torno de 15 metros. Isso significa que, se você estiver mergulhando, conseguirá ver com bastante clareza tudo que estiver a 15 metros de distância de você. Não é à toa que Ilhabela é um dos principais pontos de mergulho de São Paulo e do Brasil!

Não pense que para conhecer o fundo do mar é preciso ser um mergulhador profissional. Existe uma forma bem interessante de você ter essa experiência mesmo sem ter mergulhado antes, basta fazer um mergulho de batismo. No batismo, você tem a chance de mergulhar com cilindro e vivenciar uma real experiência de mergulho. Você faz uma aula com instruções sobre o mergulho, recebe todos os equipamentos e vai para o mar com o acompanhamento exclusivo de um instrutor, que irá te guiar e mostrar as belezas do mundo submerso.

Os principais pontos de mergulho de batismo em Ilhabela são a Ilha das Cabras e o costão da Ilha de Búzios, que são locais protegidos e cheios de vida marinha, sendo fácil de encontrar peixes coloridos e tartarugas.

Para quem já é mergulhador certificado, existe a opção de fazer um mergulho em um dos naufrágios de Ilhabela. São os todo 23 naufrágios, alguns com mais de 130 anos de história.

4 – Observar aves nativas

Com tamanho território de mata nativa preservada, Ilhabela é o lar e também o ponto de passagem de centenas de aves. Por ser um arquipélago, sua fauna e flora também possuem características únicas.

Mas alguém pode perguntar “Qual é a graça de observar aves? ”. A resposta é simples, a atividade é uma aventura. Para observar aves, você precisa ir ao encontro delas. Por isso, é uma atividade complementar ao trekking, com muita interação com a natureza. Além de que, fazer observação é sinônimo de surpresas. Nunca se sabe quando você vai se deparar com uma ave exótica.

Em Ilhabela são mais de 310 aves catalogadas. Algumas são nativas da Mata Atlântica, outras são aves migratórias que viajam milhares de quilómetros e utilizam a ilha como ponto de pouso.

As trilhas para as cachoeiras da Água Branca e do Bananal são ótimas opções para avistar as aves. Mas, mesmo na área urbana, para os mais observadores não é difícil um encontro com tucanos, saíras e tiês sangue.

5 – Cortar a ilha de lado a lado em um passeio de Jipe

Passeio de Jipe em Ilhabela

Foto: Maremar

Toda a parte urbana da ilha se concentra na região Oeste, que está voltada para o continente. Já a região Leste é essencialmente selvagem, composta por mata nativa, costões rochosos e praias desertas. Conhecer o lado leste é uma ótima forma de ver uma Ilhabela original, ainda com pouca influência das ações humanas.

Passeios offroad de jipe atravessam 22 km de Mata Atlântica cortando a ilha de Oeste a Leste até a paradisíaca Praia de Castelhanos. Você sobe em um jipe 4×4, passa uma estrada em mata fechada, atravessa rios e quando chega ao destino, se depara com Castelhanos, uma praia de águas cristalinas, habitada por apenas 15 famílias de pescadores.

A partir da Praia de Castelhanos, uma caminhada de 40 minutos te leva até a Cachoeira do Gato, uma queda d’água de 80 metros de altura, ótima para refrescar e tirar o sal do corpo.

As saídas de jipe para Castelhanos partem do centro da cidade e são realizados por empresas autorizadas.

 

Gostou das dicas do Desviantes? Conheça mais sobre o lado natureza de Ilhabela em Guia Ilhabela Desviantes.