Curiosidades

Roteiro do rock!

A música nos acompanha desde sempre. O rock é um estilo marcante, que é ótimo quando combinado com uma viagem. Confira nosso texto e faça seu roteiro.

Música é algo que nos acompanha por toda a vida. Assim como a trilha sonora de um filme, existe uma banda para vários momentos e épocas pelas quais passamos. É só reparar! E se estamos falando de vida, o Rock tem a sua própria: estima-se que “surgiu” nos anos 50 vindo do Blues e, desde então, o estilo, o comportamento e seus admiradores já passearam entre a aceitação e o repúdio, já foram queridos e massacrados. Ao passo que várias bandas são reconhecidas por serem 100% rock, outras que usam o mesmo título são vistas com nariz torcido e até com uma ponta de indignação.

Rock é moda? Rock é atitude? As variações do rock são rock? Será que o rock morreu?

Algumas perguntas ficarão em aberto para os mais entendidos, o que se sabe de fato é que várias bandas marcaram o estilo e o Rock ganhou uma data para chamar de sua: 13 de julho, o Dia Mundial do Rock. O motivo da data, como contam, é que foi em julho de 1954 que Elvis Presley, considerado e aceito como o Rei do Rock, entrou em um estúdio de Memphis para gravar “That’s Allright Mamma“.

Este gênero musical tão importante para a história da música, e que ajudou a compor tantos cenários de viagens, acaba de ganhar mais um destaque aqui. Trata-se de um roteiro do Rock que vale a pena conferir.

Antes de Elvis entrar pelo Sun Studios, o rock já existia com Chuck Berry, Bill Halley, Little Richard e outros desde o final dos anos 40. O motivo pelo qual eles não foram considerados os reis ou criadores do Rock nos faz pensar na sociedade americana da época, que estava longe de ver um presidente negro e que ainda separava os negros dos brancos. Elvis, que jamais negou a origem de sua arte, teve o papel de abrir os olhos da América para o estilo. Ainda que tenha um background triste, a presença do Rei no cenário deu certo: muitos grandes nomes surgiram durante e depois do sucesso de Elvis Presley.

Além de um grande tour pelas cidades-berço de grandes nomes do Rock, uma viagem para os Estados Unidos pode ser combinada com os vários festivais de música que acontecem por lá. Entre algumas bandas de destaque, Los Angeles é que leva a melhor: Metallica, Guns n’ Roses, Red Hot Chili Peppers e The Doors são de lá. Na Califórnia, tem a cidade do Van Halen e Creedence Clearwater Revival, cujos nomes são Pasadena e El Cerrito – respectivamente. Nirvana e Foo Fighters foi/é de Seattle. Uma horinha de avião de distância, temos Kiss em Nova York e, outra uma hora de avião depois, tem a Boston do Aerosmith.

Inglaterra

O rock inglês nasceu a partir da influência do rock americano e gerou grandes frutos para a história da música mundial. O roteiro pela Inglaterra promete ser inesquecível para os fãs do Rock das antigas e, também, para os sucessos mais recentes – historicamente falando! Para o viajante que reserva um pouco mais de tempo para passear pelo país, pode fazer um verdadeiro tour histórico do rock e conhecer os lugares que foram berço de vários representantes do gênero.

Em Notting Hill, por exemplo, é terra do The Clash. Oxford, do Radiohead. Manchester fez nascer The Smiths e Oasis. The Beatles, são os rapazes de Liverpool. Mas é Londres que fica com o maior número: Rolling Stones, The Who, Sex Pistols, Coldplay, Led Zeppelin e Pink Floyd.

O papel da música varia de pessoa para pessoa: tem gente que vive dela e por ela, tem gente que só curte. Mas, de uma forma ou de outra, ela nos acompanha, faz matar a saudade de um lugar ou de um momento, nos alegra e, assim como uma viagem, tem a capacidade de unir e conectar pessoas de diferentes partes e realidades do mundo! Quais músicas fazem parte da sua vida?