Destinos

Um lugar diferente: Quito!

Quito é o destino diferente do dia! O turismo por lá surpreende, por isso, não deixe de ler esse post e conhecer um pouco mais sobre a capital do Equador.

A linha imaginária, que divide o planeta em dois, traz uma boa opção de turismo para viajantes que gostam de destinos diferentes e pouco falados – quem diria um dia conhecer aquele lugar tão falado nas aulas de Geografia, não é? Uma das lembranças mais legais é poder tirar uma foto com um pé em cada hemisfério! #nerdstuff

Quito, a capital do Equador, é o assunto do nosso post de hoje. Confira!

Como chegar?

De avião saindo de São Paulo, por exemplo, a média de duração do voo mais rápido fica entre oito e nove horas. E sempre acontecem paradas, geralmente em Lima, no Peru.

Também dá para chegar ao Equador via terrestre, saindo do Peru, precisamente saindo da cidade de Zarumilla e chegando por Huaquillas – de lá para Quito são aproximadamente oito horas de viagem de carro.

Quais documentos preciso?

O Equador recomenda que seus visitantes tomem a vacina contra a Febre Amarela e os turistas devem estar em porte do Certificado Internacional de Vacinação.

E não é necessário passaporte para ir ao Equador e nem visto, a não ser que você pretenda ficar por mais de 90 dias.

Lembrando apenas que a carteira de identidade deve ter sido emitida há menos de dez anos e carteira de motorista não é válida para entrar no país.

Idioma, Moeda e Clima

O idioma oficial do Equador é o espanhol.

Para gastos, leve o dólar.

O clima dependerá da localização dentro do país, mas costuma variar entre 12°C e 26°C.

O que fazer por lá?

Se você está buscando aquela dica de hospedagem, a boa é ficar pelo Centro Histórico ou o Mariscal. O segundo bairro é o pólo gastronômico e boêmio de Quito. Por ficar perto do Centro, não está longe dos principais pontos turísticos.

Para mandar as melhores fotos para o Instagram, visite o Parque Itchimbia – que, por ficar a mais ou menos 2 mil metros de altitude, proporciona uma vista de 360 graus da cidade. Lá também tem o Centro Cultural Itchimbia que conta com exposições e eventos.

Outro lugar para tirar fotos é o Cerro El Panecillo. De lá, você conseguirá ver o topo nevado dos vulcões ao redor da cidade! Procure ir cedo para pegar a luz e o tempo aberto da manhã.

Se o papo continuar nas alturas, um passeio imperdível é ir no teleférico de Quito!

quito-teleferico

Para o pessoal da gastronomia, não deixe de experimentar o Sanduche de Chancho – um sanduíche de pernil com cebola.

E se o estômago aguentar, vá até uma feira e procure por um Catzo Blanco, uma iguaria típica, mas que não é para todo mundo.

O que é o Catzo Blanco? Bem, é um besouro que é colocado vivo em um pote com faria de trigo que dele se alimenta. Depois de horas, ele tem suas asas e patas arrancadas e postos em uma mistura de água e sal por alguns dias. Feito isso, é frito na manteiga até ficar dourados e crocante. Várias unidades são vendidas em sacos com grãos de milho tostado.

Quito-Lago-Quilotoa

Visite o Lago Quilotoa, que fica a 160 km da capital, e é uma coisa linda de se ver. Um detalhe é que o lago foi formado na cratera de um vulcão!

Falando em vulcão, tente ir ao Tungurahua – que é o vulcão com maior atividade na América do Sul.

Quito-vulcao-Cotopaxi

Se você ficou animado com a aventura anterior, vá ao Parque Nacional Cotopaxi – lá tem o Cotopaxi (acima), o vulcão nevado que está ativo e é o segundo mais alto do Equador.

Finalmente, a 13,5 km de distância de Quito, você encontrará o Monumento da Mitad del Mundo – que é onde várias pessoas estarão tirando uma foto no ponto 0º 0′ 0″ do mundo, com um pé no Hemisfério Norte e o outro no Sul.

quito-monumento-da-metade-do-mundo

 

 

 

 

 

 

 

Comentário