Dúvidas do Viajante

Chapada Diamantina e as grutas mais impressionantes do Brasil

A Chapada Diamantina na Bahia é o lugar onde está a segunda maior concentração de cavernas do Brasil.

A Chapada Diamantina, localizada na Bahia, é um dos destinos de turismo ecológico mais buscados do Brasil. A natureza neste lugar possui as mais variadas formas e para onde se olha é possível encontrar cachoeiras, plantas exóticas e animais únicos. Para preservar tudo isso, foi criado através de Decreto Federal o Parque Nacional da Chapada Diamantina, uma área de 152 mil hectares distribuídos entre os municípios de Andaraí, Ibicoara, Itaeté, Lençóis, Mucugê e Palmeiras.

As principais atrações do parque são suas cachoeiras, principalmente a da Fumaça e do Buracão. Mas os passeios pelas grutas são bem populares entre os que visitam a região. Confira as mais famosas:

Gruta da Torrinha

A nona maior gruta do Brasil, que fica situada na região de Iraquara, lugar onde está a segunda maior concentração de cavernas do país. É a mais rica em estalactites e estalagmites, nomes de formações rochosas no interior de cavernas e grutas, sendo uma das formoções mais impressionantes uma imensa flor de aragonita (uma bola de cristal rodeada de agulhas), considerada a segunda maior do mundo.

Gruta Lapa Doce

Considerada a terceira maior gruta do Brasil, a Gruta da Lapa Doce possui mais de 20 quilômetros mapeados, onde somente 850m estão abertos à visitação. Ela é muito ampla, arejada e quase toda plana. Algumas de suas formações possuem formatos diferentes e foram batizadas com diversos nomes, como o Presépio, o Lustre e o Anjo.

Gruta do Rio Pratinha

Também próxima a Iraquara, esta gruta possui um poço com água azul cristalina. Lá é permitido flutuar com o uso de coletes salva-vidas, pé de pato e snorkel. Com o auxílio de um guia e de uma lanterna pode-se observar os diversos tipos de peixes e animais que vivem neste ecossistema. Essa prática é chamada espeleomergulho, ou seja, mergulho em cavernas.

A gruta termina em um imenso lago de águas azuis, onde se localiza uma tirolesa de 12 metros de altura e caiaques para aluguel.

Poço Azul

Descendo 60 metros a partir de entrada de uma caverna no município de Nova Redenção, se chega ao Poço Azul. Com profundidade de até 16 metros, o Poço Azul é o maior sítio paleontológico submerso do Brasil, onde foram encontrados mais de 3.000 fósseis de animais, entre eles seis espécies de preguiças gigantes com mais de 10.000 anos, assim como duas ossadas humanas com mais de 3.000 anos de idade. A prática de flutuação com coletes salva-vidas é permitida.

Como chegar:

A principal cidade da Chapada Diamantina é Lençóis. Lá existe um pequeno aeroporto que recebe voos vindos de Salvador. Estes voos são operados pelas companhias aéreas Azul e Trip e são realizados somente as quintas e aos domingos. O tempo de duração do voo é de 45 minutos.

Também é possível chegar à Chapada de carro ou de ônibus. Partindo de Salvador a viagem dura em média 7 horas até Lençóis.

Onde se Hospedar:

Lençóis é o principal pólo hoteleiro da Chapada Diamantina, e lá é possível encontrar desde hotéis de luxo a albergues.

Comentário