Dúvidas do Viajante

Istambul – a cidade de dois continentes

Istambul é uma cidade única, localizada em dois continentes ao mesmo tempo e com mais de dois mil anos de história.

Istambul é hoje um dos destinos mais procurados no mundo.  Além de possuir uma história muito rica, a cidade é considerada uma das cidades mais modernas da atualidade, transpirando o tempo todo energia e inovação.

O Local possui quase dois mil anos de idade e é a antiga Constantinopla. Por conta de uma localização estratégica, dividida entre a Ásia e a Europa, a cidade foi a última capital do Império Romano, além de ter sido a principal cidade de vários impérios anteriores. Como se percebe, história é o que não falta em Istambul.

O estreito que liga os dois lados da cidade, o europeu e o asiático, é chamado de Estreito de Bósforo, e existem duas pontes que conectam os continentes. É ele também que separa o Mar Negro do Mármara e um dos passeios mais procurados na cidade é um cruzeiro por este estreito, que oferece ao visitante uma vista diferente da cidade. Existem ofertas de diversos tipos de passeios, desde barcos pequenos até os mais luxuosos e os roteiros são os mais variados, podendo durar de duas a seis horas.

Um dos lugares mais interessantes para se visitar em Istambul é o bairro de Sultanahmet, que era centro da antiga Constantinopla. Lá você vai encontrar as principais atrações turísticas da parte velha da cidade como a Hagia Sophia, ou em português, Basílica de Santa Sophia, um dos prédios mais impressionantes já construídos, que possui mais de mil e quatrocentos anos de idade. Já foi uma igreja, uma mesquita e hoje é um museu super importante da Turquia, onde é possível observar os elementos da cultura otomana e bizantina que deram formato à cidade. Seu interior decorado com mosaicos e pilares de mármore é de extrema importância artística.

Bem próximo a Basílica está o ponto turístico símbolo de Istambul, a Mesquita Azul, que também é conhecida como Mesquita do Sultão, pois a iniciativa de construí-la partiu do Sultão Ahmet, que na época quis construir uma Mesquita maior e mais imponente que a Hagya Sofia. É chamada de Mesquita Azul devido à sua decoração interior com mais de 20 mil azulejos de Izmir e vitrais nesta cor. A luz natural que entra pelas 260 janelas de suas 36 cúpulas deixa o ambiente ainda mais encantador.

Não perca amanhã mais um post sobre este país incrível que está dominando o blog do Mundi essa semana!