Dúvidas do Viajante

Madri e os melhores museus do mundo

A Espanha é um país que respira cultura, e a capital Madri, é o local onde se encontram os museus mais importantes do país e alguns dos melhores museus do mundo.

Madri é o nervo central da Espanha, tanto econômico quanto culturalmente. O litoral que falta na cidade é compensado pelas galerias de arte, pela vida noturna implacável, pelos jardins exuberantes, pelos melhores bares de tapas da Espanha e pela atmosfera otimista, não importa a hora do dia, semana ou mês.

Os fãs de arte certamente se sentem em casa quando estão em Madri, pois três dos melhores museus da Europa se encontram na cidade. O Museu do Prado, o Centro de Arte Reina Sofia e Thyssen-Bornemisza, se localizam na rua Paseo del Prado, a menos de dez minutos de caminhada um do outro.

Museu Reina Sofia

Pra quem é fã de arte contemporânea, O Museu Nacional Centro de Arte Reina Sofia é parada obrigatória. Está abrigado no mesmo prédio onde ficava o hospital de Madri no século 18, que foi remodelado e convertido em museu em 1992. O Museu conta com dois elevadores de vidro panorâmico na fachada.

O Centro de Arte Reina Sofia é considerado hoje um tesouro de arte moderna e contemporânea. Dois dos andares são dedicados a exposições temporárias, enquanto os outros dois são para a coleção permanente que abrange também os movimentos de arte abstrata, pop, e minimal. “Guernica”, a obra-prima de Picasso, atrai as maiores multidões, mas no museu também estão presentes excelentes obras de Dalí, Miró e Tàpies.

Museu do Prado

Se você gosta de arte clássica deve priorizar sua visita ao Museu do Prado. Considerado um dos melhores museus do mundo, ele exibe obras incríveis de mestres espanhóis como Velázquez, El Greco e Goya, mas também tem maravilhosas coleções italianas e flamengas, com pinturas de Rafael, Ticiano e Tintoretto, Bosch e Rubens. Normalmente existem pelo menos duas exposições temporárias de funcionamento também.

Museu Thyssen-Bornenisza

O Museu Thyssen-Bornemisza ocupa uma mansão neoclássica de 1806, e lá está exposta a coleção montada pelo Barão Heinrich Thyssen-Bornemisza e seu filho Hans Heinrich, que ilustra a história da arte ocidental desde os pintores primitivos flamengos e italianos até a arte pop do século XX. Os destaques incluem pinturas de Dürer, Ticiano, Rafael, Degas e Kandinsky, e geralmente há pelo menos uma exposição temporária em execução.

Uma boa dica pra quem vai à Madri é utilizar o Madri Card, feito especialmente para turistas. É um cartão que possibilita acesso direto sem filas para visitar mais de 50 museus e monumentos de Madri, incluindo o Museu do Prado, Thyssen-Bornemisza  e Reina Sofia. Além do ônibus turístico, você pode desfrutar de descontos em restaurantes, lojas, teatros e baladas. São três tipos: validade de 24 horas (€42,86), 48 horas (€48,21) e 72 horas (€53,57), mas devem ser utilizados em dias consecutivos.

Se a vontade de visitar Madri está grande, não perca a sua chance. Participe agora da promoção “4anos, 4amigos, 4 destinos” do Mundi. Você pode ganhar uma viagem para Europa com mais três acompanhantes. Corra e participe: https://bitly.com/quatro-anos-mundi