Dúvidas do Viajante

Confira trens que viraram hotéis ao redor do mundo

Vagões de trem antigos transformados em hospedagem oferecem uma experiência diferenciada aos hóspedes.

Algumas pessoas apaixonadas por trens pegaram vagões antigos que estavam em desuso e os transformaram em hospedagens.

Um exemplo é o Wendy – The Aberporth Express. Este antigo vagão do trem Great Western Railway foi transferido para a cidade de Aberporth, no País de Gales, convertido em um hotel e posicionado no alto de um costão com vistas panorâmicas para o mar.

Seu nome, Wendy, foi dado em homenagem à personagem da história de Peter Pan, publicada em 1905, ano anterior a construção do vagão. No interior estão dois quartos, uma cozinha moderna e um banheiro completo, além de uma sala de convivência e uma de jantar que possui uma mesa construída na década de 30. O hotel entrou em julho deste ano no top five dos melhores lugares para desfrutar o litoral britânico pela Conde Nast Traveller, uma revista de viagens de luxo.

No Alasca também é possível encontrar vagões antigos que foram transformados em hotéis. O Aurora Express fica na cidade de Fairbanks e utiliza vagões autênticos utilizados no Alaska Railroad. Alguns deles foram reformados e decorados com temas históricos do final do século XIX e outros carros foram fielmente restaurados como eram quando faziam parte do Alaska Railroad. São algumas das acomodações mais originais do Alasca.

Já o Controversy Tram Inn, na Holanda, é um hotel que possui vagões de bonde convertidos em quatro quartos temáticos. Os quartos “França” e “Itália” acomodam duas pessoas cada, e a suíte “Inglaterra”, quatro hóspedes. Com 21 metros de comprimento e 2,6 de largura, todos os espaços do vagão são aproveitados. Os hóspedes contam com camas confortáveis, banheiros, televisão, cozinha, área para lazer e uma banheira de hidromassagem. Existe ainda no hotel uma biblioteca no formato de um disco voador, construída a partir de um equipamento de escape de óleo.

Comentário