Dúvidas do Viajante

A beleza colonial de Minas Gerais

Ouro Preto e Diamantina estão entre os destinos históricos mais procurados no Brasil. A beleza do país colonial está bem representada por todo o Estado de Minas Gerais, mas essas duas cidades em especial têm muita história pra contar.

Fundada no final do século XVII, Ouro Preto foi o ponto onde se concentrou a corrida do ouro no Brasil colonial. A cidade, que já foi capital do Estado de Minas Gerais, começou a crescer pelo agrupamento de pequenos assentamentos e a partir do século XVIII desenvolveu um estilo único arquitetônico, o “Barroco Mineiro”, que fundiu influências brasileiras com o barroco europeu e o rococó.

Esse novo estilo incorporava muito ouro em suas construções e as diferentes ordens religiosas construíam igrejas utilizando o metal para ostentar poder. Cada igreja nova construída servia de combustível para uma guerra silenciosa e não declarada pra ver quem construiria a mais bela igreja de todas.

Uma das principais atrações turísticas da cidade e provavelmente vencedora desta “competição” é a Igreja de São Francisco de Assis, considerada uma obra-prima da arquitetura brasileira. Sua construção é atribuída a Aleijadinho, mas nenhum registro confirma essa informação. Ouro Preto também possui uma série de outras belas igrejas e prédios seculares como as igrejas de Nossa Senhora do Pilar, do Rosário dos Homens Pretos, a Virgem da Conceição, e da Virgem do Carmo. Por causa de seu estilo arquitetônico único, a cidade foi a primeira no Brasil a ser considerada Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO no ano de 1980.

Diamantina é outra cidade de Minas Gerais que também têm monumentos históricos importantes para o país. Seu Centro Histórico foi um dos primeiros a ser tombado no Brasil pela IPHAN em 1938. A região entrou na lista da UNESCO como Patrimônio Cultural da Humanidade em 1999.

A cidade se desenvolveu a partir da exploração de pedras e metais preciosos, como o diamante e o ouro. Diamantina foi crescendo ao longo das margens do rio onde acontecia o garimpo. A riqueza produzida na cidade foi muito grande, o que fez surgir uma classe aristocrática que ergueu um considerável patrimônio arquitetônico.

Os principais pontos turísticos da cidade são a casa em que nasceu o ex-presidente Juscelino Kubistchek, o Mercado Velho, as igrejas Nossa Senhora do Carmo e Nossa Senhora do Rosário, a casa da Chica da Silva e o Museu do Diamante. Hoje, Diamantina é uma das cidades históricas mais visitadas no país. Seu casario colonial inspirado no barroco, seus prédios e igrejas históricos aliados com a paisagem natural e a cultura local fazem da cidade um dos destinos preferidos de muitos brasileiros e estrangeiros.

Confira no Mundi:

Hotéis em Ouro Preto a partir de R$80
Hotéis em Diamantina a partir de R$50