Curiosidades

Os cantos assustadores de Edimburgo

Edimburgo têm se tornado cada vez mais um dos destinos preferidos dos turistas que vão à Europa, mas você sabia que a cidade possui alguns lugares mal assombrados por pessoas que viveram ali séculos atrás?

Edimburgo é uma cidade muito antiga e com muita história pra comprar. Por isso, é um lugar onde muitas atividades paranormais acontecem em diversos pontos da cidade.

Um dos lugares mais mal assombrados da cidade é o Castelo de Edimburgo. Construído no alto de uma pedra vulcânica e com mais de 900 anos de história, o castelo parece ser assombrado por espíritos de pessoas que por algum motivo foram parar em suas masmorras. Os fantasmas mais famosos do castelo são de um flautista anônimo que desapareceu enquanto explorava as passagens subterrâneas do castelo (sua música ainda é ouvida hoje em dia); o de Lady Janet Douglas de Glamis, acusada de bruxaria e queimada na fogueira e o de Alexander Stewart, que escapou apunhalando os guardas e depois queimou seus corpos.

Há pouco mais de 30 anos, foram descobertas diversas galerias subterrâneas bem abaixo da parte antiga do centro de Edimburgo. Trata-se de uma série de ruas que eram utilizadas como tabernas, casas e oficinas para sapateiros e artesãos, mas também eram utilizadas para armazenar material ilícito e esconder corpos mortos pelos serial killers Burke e Hare que faziam experimentos médicos nos corpos. O local também foi utilizado para colocar pessoas em quarentena durante a peste, o que resultou em milhares de mortos no século XVII. Pessoas que visitam o local sentem uma força invisível puxando gentilmente seus braços e pernas.

Um dos fantasmas mais famosos de Edimburgo é o Johnny One Arm. Conta a história, que depois de se divorciar da mulher, Johnny foi obrigado a pagar uma pensão anual para a ex-esposa, o que não lhe agradava em nada. Um domingo após a missa, ele matou o juiz que decretou o pagamento da pensão, foi preso e torturado. Ele perdeu o braço direito e depois foi morto e ficou exposto em praça pública para servir como exemplo. Alguns dias depois o corpo desapareceu e ninguém fazia ideia de como isso aconteceu. Muitos alegam já ter visto o fantasma de um homem com um só braço andando pelas ruas de Edimburgo gritando de dor. Em 1965, um esqueleto de 300 anos de idade e com um braço só foi encontrado perto de onde Johnny morava.

Outro famoso ponto turístico da cidade, o cemitério Greyfriars, também é casa de alguns fantasmas famosos como o MacKenzie, um homem que supervisionou a construção de uma prisão dentro do cemitério e hoje assusta os turistas que passam por lá.

Um tour chamado “The City of the Dead” alega que mais de 150 pessoas já desmaiaram durante o passeio por esses locais mal assombrados e mais de 400 acabaram o tour com arranhões e roxos provocados pelos fantasmas. E você tem coragem de encarar um tour desses?