Curiosidades

Taj Mahal, o monumento construído por amor

entrada-do-taj-mahal

Mumtaz Mahal tinha um pedido a fazer quando sua morte chegasse: que fosse construída uma tumba tão grande quanto àquelas construídas para a família real. Conta-se que o rei Shah Jahan ficou desolado com a partida de sua esposa preferida (ele tinha sete) e muitíssimo amada, que morreu ao dar a luz ao 14º do casal. Um ano após a morta de Mumtaz Mahal, portanto em 1632, deu-se início a longa obra que resultaria no Taj Mahal – uma homenagem póstuma do rei para sua esposa.

O projeto

O desenho do grande palácio foi feito pelo próprio rei Shah Jahan e tudo foi seguido com perfeição, sem que nada fosse modificado do original. A grandiosidade que Mumtaz Mahal tanto desejava foi levada a sério: o Taj Mahal é composto por nada menos que três edifícios, quatro torres e jardins gigantescos que, no total, chegam a 17 mil metros quadrados.

A construção

Para uma obra gigantesca dessas foi necessário esforços igualmente gigantescos para que o Taj Mahal fosse levantado. Os números envolvidos na obra são impressionantes. Primeiro de tudo, foram 22 anos para que o mausoléu ficasse pronto. Para tanto, estima-se que cerca de 20 mil homens tenham trabalhado no projeto. Além deles, foram usadas mulas (milhares) e uns mil elefantes para carregarem tijolos e blocos de mármore, respectivamente.

detalhes-do-taj-mahal-arquitetura

 

Os detalhes do Taj Mahal

Toda a estrutura ganhou mármore branco e conta com pedras preciosas ou semi-preciosas – esses dois pontos, por sinal, foram considerados inovadores, visto que era comum que mausoléus ganhassem pedras avermelhadas em seu revestimento. Pelos grandes blocos de mármore, pode-se encontrar desenhos de flores, trechos do Alcorão e muito mais decorados com mármore preto e vários tipos de pedra vindos de outras partes do mundo.

As tumbas

A tumba de Mumtaz Mahal fica perfeitamente centralizada no grande edifício e voltada para a Meca, assim como as outras que também existem. Quando o rei Shah Jahn morreu, ele foi enterrado ao lado da esposa, o que acabou quebrando um pouco toda a centralização.

Embora tudo tenha sido construído com muito luxo, o subsolo (onde ficam as tumbas) foram feitas de maneira simples, pois é assim que manda o Islã. A entrada para os visitantes é vetada nesta parte, mas, se não fosse, encontraríamos textos elogiando a rainha e recomendando sua alma.

Como visitar o Taj Mahal

O Taj Mahal fica em Agra e a melhor maneira de conhecer é fazendo o velho esquema do bate-e-volta saindo de Nova Déli, o destino mais visitado quando o assunto é Índia. Para tal, recomenda-se fortemente que o visitante vá de trem, afinal o trânsito indiano é mundialmente conhecido pelo caos e pelo alto índice de acidentes.

Contam que os melhores horários para se visitar o Taj Mahal são exatamente opostos: ou logo pela manhã (entre 6h e 6h30) ou pela noite (entre 20h30 e 00h), pois o primeiro horário é menos tumultuado e o segundo horário, se for noite de lua cheia, garante ao visitante uma visão de se tirar o fôlego. Mas tem isso: tem que ser noite de lua cheia!

Os ingressos custam cerca de 750 Rúpias, que podem ser traduzidos em 45 reais e comprados diretamente na bilheteria. Apenas para quem quer ir a noite é que a coisa muda de figura: você precisa adquirir o ingresso com 24h de antecedência e apenas no escritório do Archeological Survey of India, que fica no centro de Agra. O preço é o mesmo.

Mas, atenção, não visite às sextas. Até hoje a Mesquista é utilizada e, por este motivo, não há visita disponível para os turistas. Dessa forma as orações não sofrem qualquer tipo de distúrbio vindo da movimentação das pessoas.

Participe do aniversário do Mundi!

 

Deixar um comentário

Share On Facebook
Share On Twitter
Share On Google Plus
Share On Linkdin
Share On Pinterest